Queiroga diz que letalidade da ômicron deve ser conhecida em até 4 semanas