Na véspera de 7 de Setembro, CNBB cita totalitarismo e pede respeito aos Poderes