Inadimplência é prevista para voltar aos números pré-pandemia, diz Itaú