Governo vai recorrer da decisão de Barroso que permite demitir não vacinados