Dólar supera R$ 5,57 com foco em juros nos EUA e riscos domésticos